Área do Cliente

Esqueceu a Senha?

Fidelidade Corretor


Esqueci minha senha

Saiba como funciona um detector de fumaça

29 de setembro de 2017
90825-saiba-como-funciona-um-detector-de-fumaca

A maioria das pessoas compreende a real importância de um detector de fumaça em uma residência. Entretanto, algumas ainda não instalaram sensores em casa pois acreditam que situações perigosas nunca acontecerão com elas. Este é um erro bem comum, justamente porque este equipamento, diferentemente de, por exemplo, um extintor de incêndio, serve como prevenção.

Não temos como adivinhar quando um incêndio vai começar, e é por este motivo que devemos ter um sistema de segurança como este em casa. Quer saber como funciona um detector de fumaça? Então continue a leitura deste post e confira!

O que é e como funciona um detector de fumaça?

O detector de fumaça é um equipamento simples. Como o próprio nome diz, o aparelho identifica a presença de fumaça no ambiente e aciona o sistema de alarme. Esse, por sua vez, avisará as pessoas que estão no local sobre o possível incêndio, o que permite que elas escapem sem danos.

Além disso, alguns detectores de fumaça avisa as brigadas de incêndio ou bombeiros militares sobre o incidente, evitando assim maiores problemas.

A estrutura do equipamento é relativamente simples: existe uma carcaça, que abriga o sensor de fumaça e os circuitos eletrônicos. Estes circuitos fazem com que o sensor acione um alarme interno. Além disso, eles também podem acionar um alarme remoto.

Quais são os tipos de detectores?

Existem diversos tipos de detectores de fumaça, que podem variar de acordo com o ambiente. A principal diferença entre eles está nos sensores. Os mais comuns são os fotoelétricos e os iônicos. Confira as diferenças.

Detector de fumaça fotoelétrico

Este tipo de detector é chamado de fotoelétrico pois transforma a luz em eletricidade. É simples e linear, pois possui uma fonte de luz de um lado e um sensor do outro.

Funciona da seguinte forma: quando o feixe de luz é interrompido, é também interrompida a condução da corrente elétrica. Esta ação aciona um alarme.

Em forma de T, estão posicionados o emissor de luz (em uma das extremidades da parte horizontal do T) e o sensor, na base da parte vertical do T. Sem a presença de fumaça, a luz permanece em linha reta, mantendo o alarme desligado. Quando a fumaça é detectada, atinge o sensor e o alarme é disparado.

Detector de fumaça iônico

O detector de fumaça mais utilizado é o composto por uma fonte de eletricidade conectada a uma câmara de ionização. Esta câmara contém ar e uma pequena quantidade de amerício-241, um elemento inofensivo.

Seu funcionamento também é simples: existem placas metálicas nas extremidades da câmara que são energizadas por uma corrente contínua. O ar ionizado conduz a eletricidade entre as placas. Quando a fumaça penetra na câmara, a corrente é interrompida e o alarme é disparado.

Como preparar a casa?

São muitas as razões para ter um detector de fumaça em casa. A principal delas é a segurança dos moradores. É necessário tomar alguns cuidados.

O ideal é que sua casa tenha sensores em todas as áreas. Se isso não for possível, é essencial que estejam pelo menos nas áreas que são mais propícias à ocorrência de incêndios (por exemplo, cômodos com poucas tomadas e, consequentemente, alto uso de benjamins e Ts). Como a fumaça tende a subir, instale os equipamentos nos níveis adequados.

Nos empreendimentos J.Simões Engenharia que levam o Selo ” Mais Seguro” você já pode contar com esses detectores instalados em seu apartamento.  Entre em contato conosco

Compartilhe esse conteúdoShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Comentários

Telefone

Telefone:

(85) 3133.4050

Whatsapp do Cliente

Whatsapp p/ Clientes:

(85) 98628-0062

Whatsapp do Corretor

Whatsapp p/ Corretores:

(85) 98203-2700

E-mail

Enviar e-mail

jsimoes@jsimoes.com.br