Área do Cliente

Esqueceu a Senha?

Fidelidade Corretor


Esqueci minha senha

Financiamento direto com a construtora: Como funciona?

18 de janeiro de 2018
financiamento com a construtora

Fazer um financiamento direto com a construtora é um caminho para aquisição do seu imóvel que pode oferecer algumas facilidades. Além da carta de crédito, no caso do consórcio imobiliário, e do crédito imobiliário, no caso do financiamento bancário, também é possível comprar o imóvel próprio pagando parcelado diretamente para a construtora.

Em qualquer que seja a modalidade, comprar um imóvel financiado é como tomar um empréstimo, seja do banco ou da construtora. E, como toda operação de crédito, este empréstimo está sujeito às condições de aprovação e às regras financeiras específicas, que variam de uma instituição para outra.

Descubra como funciona o financiamento direto com a construtora e veja se esta é uma opção viável para você comprar o seu apartamento próprio.

Financiamento direto com a construtora

O financiamento com a construtora depende de cada construtora, não sendo um formato fixo. Em alguns casos, por exemplo, só é possível financiar com a construtora imóveis novos durante a sua construção, como apartamentos na planta.

Ao mesmo tempo, outras construtoras (como a J.Simões) preferem deixas as condições de financiamento mais flexíveis e personalizadas de acordo com as condições e objetivos dos clientes.

Veja quais são as vantagens do financiamento direto com a construtora e, em caso de dúvidas, não deixe de entrar em contato com a gente.

Negociação sem intermediários

Financiamentos bancários são operações de crédito complexas, que dependem de processos burocráticos, muita documentação e prazos longos. Para agilizar o processo, estas transações podem envolver, além do próprio banco, figuras como o correspondente imobiliário, o despachante imobiliário e a consultoria ou assessoria imobiliária, no entanto, estes intermediários oneram ainda mais a operação.

Aprovação de crédito simplificada

Depois da mais recente crise econômica do país, com reflexos no mercado imobiliário, a concessão de crédito nas instituições financeiras ficou mais criteriosa e, consequentemente, mais difícil.

Atualmente, há muitos pré-requisitos para liberação do financiamento imobiliário tradicional, comprovados por meio de documentos do solicitante, como:

  • Comprovação de renda: holerite, declaração de imposto de renda ou pró-labore;
  • Comprovação de estado civil: certidões de nascimento, casamento ou averbação atualizadas;
  • Certidões negativas: da Justiça Federal, de ações cíveis, protesto de títulos, executivos fiscais, interdição, tutela e curatela.

Com a construtora, a exigência da documentação não é tão rigorosa e os critérios de avaliação de crédito são mais brandos, facilitando a aprovação do financiamento.

Além da aprovação de crédito do comprador, os financiamentos imobiliários mais comuns incluem a avaliação do imóvel financiado, ou seja, financiando direto com a construtora, você não precisa se preocupar em providenciar a documentação do imóvel para aprovação, pois ela já é a “detentora” do imóvel.

De forma geral, a aprovação do financiamento é menos burocrática e mais rápida quando você financia direto com a construtora.

Condições de pagamento mais flexíveis

Diferentemente dos bancos, as construtoras têm autonomia para definir suas próprias condições de financiamento, não estando limitadas às regras do Sistema Financeiro Habitacional.

As condições de pagamento podem variar de uma construtora para outra e até mesmo de um empreendimento para outro, na mesma construtora, dependendo do estágio da obra e outras variáveis.

Fluxo de pagamento

Em alguns casos, é possível financiar um imóvel diretamente com a construtora dando um valor de sinal e assumindo as prestações mensais até o pagamento da entrega das chaves, sem parcelas intermediárias.

Em outros casos, é possível pagar a entrada com valor mais baixo do que o exigido pelos bancos, arcando com as mensalidades, as parcelas semestrais e anuais.

Taxas e prazos mais claros

A amortização de um financiamento direto com a construtora pode ser feita pelo Sistema Price (que leva em consideração os índices INCC, IGP-M e taxa de juros) ou conforme os parâmetros da própria construtora, mas em qualquer um dos casos pode-se dizer que as taxas e prazos são mais claros para o comprador quando se compara ao financiamento bancário.

Cuidados básicos no financiamento direto com a construtora

Na hora de financiar um apartamento é importante lembrar que o principal negócio de uma construtora não é realizar transações financeiras, e sim construir e vender imóveis.

A partir deste conceito, certifique-se da solidez e idoneidade das empresas envolvidas na transação. Pesquise sobre a construtora e ou incorporadora nos órgãos de proteção ao consumidor, como o IDEC e PROCON, e também em sites de avaliação de consumidores, como o Reclame Aqui.

Faça uma busca aprofundada sobre a empresa e o empreendimento no Cartório de Registro de Imóveis e na Junta Comercial. É seu direito exigir que todas as informações de venda estejam de acordo com o memorial descritivo e constem no contrato de compra e venda.

Cada família tem a sua vida financeira e é bom contar com mais opções de financiamento, além dos modelos tradicionais.

O financiamento direto com a construtora, entre outros, é uma alternativa para os compradores que por, alguma eventualidade, não alcançaram os requisitos de aprovação solicitados pelos bancos: renda mínima exigida, valor mínimo de entrada, documentos requisitados etc.

Agora que você sabe como funciona um financiamento direto com a construtora, encontre o imóvel ideal para a sua família e converse com a incorporadora para fazer um bom negócio.

Compartilhe esse conteúdoShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Comentários

Telefone

Telefone:

(85) 3133.4050

Whatsapp do Cliente

Whatsapp p/ Clientes:

(85) 98628-0062

Whatsapp do Corretor

Whatsapp p/ Corretores:

(85) 98203-2700

E-mail

Enviar e-mail

jsimoes@jsimoes.com.br