Entre em contato no whatsapp

Qual assunto deseja tratar?

Absoluto Parque do Cocó Azzurra Aldeota J.Smart Vicente Leite Serenitá Residence Sou Corretor de Imóveis Já sou Cliente
Icone Instagram Icone Facebook Icone Youtube

Área do Cliente

Esqueceu a Senha?

Fidelidade Corretor


Esqueci minha senha

Financiamento de imóveis: tudo o que você precisa saber antes de contratar

18 de setembro de 2018
calculator-calculation-insurance-finance-53621

Está pensando em embarcar no financiamento de imóveis? Então antes de partir para a prática, pare um pouco para ler o nosso post de hoje.

Separamos a seguir várias informações importantes que você precisa saber antes de dar início a essa importante fase da sua vida.

Conheça quais são os tipos de financiamento disponíveis, a lista da documentação necessária e um resumo de todas as etapas de um financiamento de imóveis para você conseguir se organizar e planejarda melhor maneira possível.

Vamos lá?

Os tipos de financiamento de imóveis

Bom, antes de mais nada, saiba que existem 3 tipos de financiamento de imóveis.

O primeiro deles é por meio do FGTS, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Na prática, significa que você pode utilizar os valores da conta do FGTS para custear parcelas, ajudar na entrada, ou, até mesmo, comprar o imóvel à vista, caso o montante seja alto. O financiamento pelo FGTS é feito por meio do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e apresenta juros que não ultrapassam os 12% ao mês.

O segundo tipo de financiamento é o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo(SBPE), no qual as instituições financeiras captam os recursos por meio da poupança. Através do SBPE, o financiamento pode ser parcelado em até 35 anos e não possui um limite definido de renda – mas as taxas podem ser maiores, caso o imóvel esteja fora dos limites da tabela SFH.

Bom, quanto ao terceiro tipo de financiamento, ele pode ser feito diretamente com a construtora do imóvel, o que pode trazer algumas vantagens por conta da aprovação de crédito mais simplificada e sem intermediários. Temos um postcom maiores informações sobre essa forma de financiamento.

A documentação necessária

De um modo geral, estes são os documentos necessários e exigidos para o financiamento de imóveis – dependendo da situação, a instituição financeira também pode solicitar outros.

# Documentos do comprador:

  • CPF e RG (originais e cópias);
  • Certidão de estado civil (casamento ou união estável);
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda;
  • Certidão negativa de débitos relacionados aos tributos Federais e à Dívida Ativa da União;
  • Carteira de trabalho (cópia), extrato do FGTS e autorização para movimentação de conta vinculada junto ao FGTS – se você utilizar os recursos do FGTS para o financiamento;
  • Certidão negativa de propriedade sobre bens imóveis, caso financie usando o FGTS ou pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

# Documentos do imóvel:

  • Título de propriedade e registro do imóvel;
  • Certidão negativa do IPTU;
  • Certidão negativa de ônus reais;
  • Certidão dominial vintenária (registro de histórico de 20 anos do imóvel), caso seja necessário.

# Documentos do vendedor do imóvel:

  • Originais e cópias do CPF e RG;
  • Certidão de estado civil (casamento ou união estável);
  • Certidões negativas de: ações cíveis e criminais; ações trabalhistas; protesto; interdição, tutela e curatela; execuções fiscais, estadual e municipal; quitação de tributos federais.

Resumo das etapas do financiamento de imóveis

  1. Pré-requisitos: os três pré-requisitos para você dar entrada no financiamento de imóveis são a maioridade (ter acima de 18 anos); comprovação de renda suficiente para quitar as parcelas e, ainda, não estar com nome nos órgãos de proteção ao crédito (como Serasa e SPC, por exemplo).
  2. Simulação: entre nos sites dos bancos e também procure as construtoras que financiam o imóvel que você deseja para comparar as condições de pagamento e as taxas envolvidas.
  3. Cadastro do financiamento: escolhida a instituição para o financiamento, é hora de realizar o cadastro pessoalmente e conversar com o gerente. Preencher o cadastro no site da instituição e levá-lo ao banco ou à construtora também ajuda a otimizar o tempo. Não se esqueça de levar os documentos necessários exigidos pela instituição para essa abertura de cadastro.
  4. Análise de crédito: documentação inicial entregue, a instituição analisará a possibilidade ou não de liberação do financiamento.
  5. Avaliação do imóvel: geralmente, o processo de avaliação do imóveldura cerca de 15 dias e nessa fase a instituição também analisa os documentos do vendedor do imóvel.
  6. Assinatura do contrato: ele deve ser registrado no Cartório de Registro de Imóveis e, nessa etapa, você precisa pagar as taxas de registro e o Imposto de Transmissão de Bens de Imóvel (ITBI).
  7. Pagamento das parcelas: contrato assinado, você inicia o pagamento do financiamento.
  8. Registro do termo de quitação: depois de tudo quitado, a instituição financeira emite o termo de quitação de imóvel, que é a prova legal que não há mais qualquer pendência financeira. Com o termo entregue no cartório, você pode solicitar a averbação da quitação na matrícula do imóvel.

Bom, essas são as informações básicas para você entender melhor como funciona o financiamento de imóveis. Com informação e planejamento, tudo dará certo!

Para complementar esse assunto, também preparamos um post com outras dicas importantessobre o tema que você também precisa saber, pois lá também sanamos várias dúvidas comuns entre os nossos leitores e clientes. Até a próxima!

Compartilhe esse conteúdoShare on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Comentários

Telefone

Telefone:

(85) 3133.4050

Whatsapp do Cliente

Whatsapp p/ Clientes:

(85) 98628-0062

Whatsapp do Corretor

Whatsapp p/ Corretores:

(85) 98203-2700

E-mail

Enviar e-mail

jsimoes@jsimoes.com.br